.mais sobre mim

.posts recentes

. Home sweet home...

. A recuperação e os amores...

. Uma noite nos Soins Conti...

. Et VOILÁ!!! O dia mais im...

. E as aventuras continuam....

. Continuação de Domingo

. As aventuras e tropelias ...

. E as aventuras começam!!!...

. De volta à terra dos bons...

. Mais um dia passado...

.arquivos

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Fui e vim!!!

Olá a todos!!!

 

Este post que está abaixo foi escrito no dia 30 de Dezembro de 2010. Tentei publicá-lo na altura, mas qualquer coisa correu mal e depois... esqueci-me de cá voltar... Aqui fica para saberem alguma coisa do que que aconteceu nessa altura.

 

Olá,

 

Já ando há muito tempo para vos vir aqui contar as novidades, mas tenho andado com muito que fazer. A frase correcta seria "... mas tenho dado muito que fazer", mas como não gosto de dar o braço a torcer fico-me pela primeira opção :D

 

Lá fui eu a Lisboa ver a minha namorada (e que saudades que eu tinha...). No dia em chegamos estava tão ansioso por a ver que até fiz febre quando cheguei ao hotel... À noite fui (fomos, pois tive que levar os meus papás) jantar com ela e milagrosamente a temperatura desapareceu ;)A minha mãe até falou de um soneto de um tipo chamado Camões... não percebi... tinha a haver com o fogo que arde e não se vê...

 

No dia seguinte lá fui fazer as minhas visitas aos médicos. Quando vi o Oliveira Santos, desatei logo a chorar e a dizer que me queria ir embora (até ensaiei uma fuga, mas o papá foi mais rápido do que eu)!!! Claro que por muito que me mentissem, a dizer que só iamos conversar, eu já sabia que vinha aí mais uma fibroscopia... Quando finalmente chegou o terrível momento de me levarem para o bloco para me enfiarem uma câmara pelo nariz para filmarem a minha larínge, berrei, lutei, chorei... e por fim dei por mim amarrado a um lençol na marquesa com 4 enfermeiras e o meu papá e a minha mamã em cima de mim para eu estar quieto!!! Cada vez dou mais luta!!! Estou a ficar com muito "muscalo" LOOOOLLLL!!!

 

Lá conseguiram fazer a fibroscopia e para meu espanto, no fim tiraram-me a cânula da traqueostomia e deixaram-me a respirar sem nada... Eu fiquei todo contente, pois pensei que ia ficar sem a cânula para sempre, mas afinal era só para ver se eu me aguentava a respirar sem cianiozar... Aguentar eu até me aguentei, mas cada vez estava a ficar mais dificil. Quando o meu papá me tentou colocar a cânula outra vez, tentei lutar contra ele e a coisa ficou tão feia que lá tiveram que ser os médicos a colocar-me a cânula, pois o estoma estava a fechar muito depressa! Fiquei muito triste!!!

 

Entretanto o meu papá foi falar com o cirurgião e com o meu amigo Oliveira Santos para eles lhe explicarem em que é que consistia a nova prótese. A prótese em questão tinha sido desenvolvida por um médico Suiço com recurso à moldagem de centenas larínges de cadáveres de várias faixas etárias até ter chegado à forma final que será comercializada em 10 tamanhos desde o tamanho para bebés até adultos (conforme o crescimento a larínge vai-se deslocando). As 2 grandes vantagens desta prótese em relação à utilizada anteriormente (tubo de aboulker de tamanho único, cortado e "esculpido" à medida da larínge onde se iria aplicar) são o facto de existir um tamanho indicado para cada faixa etária ajustado à posição que a larínge ocupa, não sendo necessário andar a fazer trabalho de "marceneiro" no bloco para que a prótese se ajuste ao paciente e o facto de material em que é feita ser um material muito menos reactivo e mais macio diminuindo assim o risco de ocorrer necrose dos tecidos, fibros e o aparecimento de granulomas.

 

Esta protese parecia ser milagrosa, no entanto tem alguns senãos... Em primeiro lugar teria que passar outra vez por outra laringoplastia de aumento com inserção de cartilagem (lembram-se? uma daquelas cirurgias de 4h a 6h com um pós operatório em que eu teria que ficar imobilizado e sedado durante 3 dias e a darem-me midazolam, vecuronium e similares?) ainda não está em comercialização, ou seja o médico Suiço iria construir um protótipo só para mim e depois enviava-o para Lx. Depois corria-se o risco de quando eu estivesse no bloco, com a laringe aberta, verificar-se que a prótese não servia... O outro senão tem a haver com o facto de esta prótese ser uma prótese "tapada", ou seja, durante o período de cicatrização, que dura entre 3 a 6 meses, eu não conseguiria falar pois a prótese é colocada entre as cordas vocais (a prótese fisicamente é muito parecida com uma rolha de campanhe) o que não permitiria passagem de ar nem que as cordas vocais vibrassem.

 

O que é certo que os meus papás decidiram que o melhor era irem outras crianças primeiro que estivessem "piores" do que eu e eu fiquei todo contente :-)

 

Até breve ;-)

 

publicado por Shakan às 20:29

link do post | comentar | favorito

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.Links